DEAGUA inicia dedetização na rede de esgoto.

DEAGUA inicia dedetização na rede de esgoto.

Publicado terça-feira, 8 de agosto de 2017

 

A Autarquia Municipal iniciou no último dia 15 de Julho a dedetização dos poços de visita (PV) no Município. Segundo o Diretor Lucas Froner, após reunião realizada já no mês de Março com o senhor Maurício Alves da Silva, Chefe do Departamento de Vigilância em Saúde, a equipe de DEAGUA iniciou os estudos para a aplicação de um Controle Integrado Pragas, que consiste em ações preventivas e corretivas destinadas a impedir que vetores e as pragas ambientais.

“É uma seleção de métodos de controle e critérios para garantia de resultados favoráveis do ponto de vista higiênico, ecológico e econômico. Nessa primeira etapa definimos por uma ação controlada durante o período de estiagem para evitar que o produto aplicado nas paredes do poço de visitação se perdesse pelas águas das chuvas ou em virtude de algumas ligações irregulares da rede de água pluvial residencial na rede de esgoto” explicou Lucas Froner.

Sobre o produto aplicado foi apurado pela ficha técnica do mesmo que é eficaz contra baratas, pulgas e escorpiões, ressaltando que, não possui efeito de repelência e não tem cheiro. Apesar de estar sendo aplicado na rede de esgoto o produto destina-se a aplicação no intra e peri-domicílio, paredes externas de depósitos de água e qualquer superfície disponível para aplicação.
Segundo Lucas Froner, Diretor do DEAGUA, foi dedetizado os poços de visita dos bairros Vivendas do Bom Jardim, Aniceto Carlos Nogueira, Antônio Garcia, Ernesto Pacheco, Luiz Afonso Pignanelli, Joaquim Pereira Lelis, José Pugliesi, Residencial Nova Guaíra, Jardim Califórnia, Residencial Tais, Residencial Santa Terezinha, Estância Morada Nova, Jardim Lígia, Jardim Solaris, Abdala Elias, Gabriel Garcia de Carvalho, Padre Mario Lano, João Vacaro e Fábio Talarico.

“Criamos uma força tarefa que está fazendo as dedetizações aos sábados e domingos, uma vez que, o DEAGUA não possui servidores suficientes para prestar o serviço de forma regular, visto que, dos 74 cargos do DEAGUA apenas 36 estão preenchidos e considerando os aspectos legais a cerca do orçamento não é viável a terceirização de dedetização dos 1523 poços de visitação existente no Município”, explicou Lucas Froner.